Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Eleições

Sérgio Moro emite nota oficial comunicando sua saída do Podemos e desistência da corrida presidencial

Imagem
NotaOficial : O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido . ... e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única. A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor.  

Cai o ministro que autorizou uso de sua imagem em exemplares da Bíblia e recebeu pastores lobistas

Imagem
O ministro da Educação, Milton Ribeiro, deixa o cargo em meio a denúncias envolvendo tráfico de influência de pastores de um suposto “gabinete paralelo. Os envolvidos cobravam propinas a prefeitos para facilitar liberação verbas da Educação. As propinas eram cobradas em espécie, barras de ouro e até distribuição de Bíblias. Ribeiro admitiu nessa segunda-feira (28) que autorizou a reprodução de sua imagem em exemplares da Bíblia . Diante da repercussão na impressa e redes sociais, a bancada evangélica pressionou e exigiu a demissão do ministro para evitar mais desgastes na campanha de reeleição do presidente Jair Messias Bolsonaro. A publicação das bíblias com a imagem do ministro e dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura foi revelada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. O surgimento desses novos fatos envolvendo o ministro de Educação contribuíram para sua saída do cargo. A corrupção no governo Bolsonaro será amplamente explorada pela oposição durante o período eleitoral.

Geraldo Alckmin anuncia filiação ao PSB e diz que o 'Tempo da mudança chegou'

Imagem
É considerado certo a escolha de Alkmin como vice de Luiz do ex-presidente Lula (PT) em 2022. O ex-governador de São Paulo anunciou hoje, que estará se filiando ao PSB após deixar o PSDB, partido que ajudou fundar. “o tempo da mudança chegou”, diz Geraldo Alkmin em um dos seus posts nas redes sociais e complementa: “ O momento exige grandeza política, espírito público e união. A política precisa enxergar as pessoas. Não vamos deixar ninguém para trás. Nosso trabalho para ajudar a construir um país mais justo e pronto para o enfrentamento dos desafios que estão postos está só começando.” Geraldo Alckmin, ex-secretários e aliados assinarão suas fichas de filiação ao PSB na próxima quarta-feira (23) em evento que está sendo organizado no Distrito Federal. A presença do ex-presidente Lula ainda não foi confirmada, mas tudo indica que não perderá a oportunidade de discursar favoravelmente a adesão de Alkmin ao movimento progressista.

Atenção | Senador e candidato à presidência, Alexandro Vieira deixa o Cidadania

Imagem
Informação importante de última hora; o pré-candidato do Cidadania à presidência, Alessandro Vieira, deixa o partido. Em nota , ele afirmou que a consequência desta postura é o crescente descrédito da classe política,  confirmado em pesquisas, mas ainda mais grave é lacuna de representação que se a larga a cada ano no Brasil, abrindo espaço para populistas e responsáveis e que ingressou no Cidadania. Candidato à presidência da república, Alessandro Vieira foi delegado da Polícia Civil e está estreando no seu mandato como Senador Federal pelo Estado do Sergipe. Ele se mostrou um parlamentar de muito destaque e técnico na CPI da pandemia. Alessandro afirma que ao longo desses anos tem plena convicção que representou este sentimento no Senado e também no partido, tendo a coerência o espírito público e a transparência como princípios norteadores do seu trabalho. Ele revela que o motivo do rompimento com o Cidadania é manutenção de Roberto Freire como dono do partido por 34 anos, chega

Nova pesquisa Ipespe | Lula tem 43%, Bolsonaro, 28%, e Ciro e Moro empatam com 8%

Imagem
Em um levantamento encomendado pela XP, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém liderança isolada nas intenções de voto na nova Ipespe, divulgada nesta sexta-feira. A pesquisa foi realizada com 1.000 entrevistados de todas as regiões do país entre segunda e quarta-feira dessa semana. A margem de erro estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%. Veja o resultado da pesquisa: Lula – 43% Jair Bolsonaro – 28% Ciro Gomes – 8% Sérgio Moro – 8% João Doria – 3% Simone Tebet – 1% Eduardo Leite – 1% André Janones – 1% Felipe d’Ávila* – 0 Alessandro Vieira** – 0 Nenhum / não iria votar / branco / nulo – 7% Não sabe / não respondeu – 2% * Felipe D´Avila foi citado, mas não chegou a 1% de citações ** Alessandro Vieira foi testado, mas não foi citado por nenhum respondente. João Doria Luiz Inácio Lula da Silva Pesquisas Eleitorais Sergio Moro XP investimentos Fonte: VEJA.

Requião se filiará ao PT no próximo dia 18 de março com a presença de Lula em Curitiba

Imagem
Conforme o Blog do Esmael, o ex-senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do Paraná estará se filiando ao Partido dos Trabalhadores na próxima sexta. A filiação se dará em um evento com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Requião, aguardava as negociações entre o PT e o PSB para formar uma federação, para só então, se filiar ao Partido Socialista Brasileiro. Como não houve acordo e o PSB paranaense e lideranças locais se aproximaram da candidatura à reeleição do Ratinho Júnior, também pré-candidato ao governo, optou pela filiação ao PT. O ex-governador já havia manifestado interesse em se filiar à sigla do presidente Lula e ajudá-lo na eleição. Lula lidera as pesquisas de intenção de votos naquele estado e o apoio fortaleceria sua própria campanha contra o bolsonarista.

O entrave com o PSB continua e o partido não fará parte da Federação de Esquerda encabeçada pelo PT

Imagem
O entrave com o PSB continua após a federação composta pelos: PT, PCdoB e PV ter rejeitado a carta de condições dos socialistas para compor a aliança com os demais partidos. O PSB decidiu abandonar as abandonar discussões por federação na esquerda. Apesar de ficar fora da aliança, os petistas terão o apoio nas eleições contra Bolsonaro. Os partidos da aliança divulgaram a seguinte nota : “ As quatro agremiações, Partido dos Trabalhadores, Partido Socialista Brasileiro, Partido Comunista do Brasil e Partido Verde tem unidade na construção de uma frente para enfrentar Bolsonaro e reconstruir o Brasil, unidos na candidatura Lula presidente. Estamos convictos que esta decisão é um marco histórico e um passo decisivo para trilharmos a vitória eleitoral nas eleições de 2022, construir uma nova maioria que possa devolver a esperança a nosso povo. Nos últimos meses, o Partido dos Trabalhadores, o Partido Socialista Brasileiro, o Partido Verde e o Partido Comunista do Brasil, tem reali

Moraes pede que a PGR investigue ida de Carlos Bolsonaro, 'vereador internacional' à Rússia

Imagem
A ida do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) à Rússia em ano eleitoral levantou uma série de suspeitas que deixou a oposição intrigada. O vereador que não atual em funções diplomáticas, faria o quer no Kremlin? Na Rússia estão os maiores especialistas em guerra digital suja, nas eleições. Isso é tudo que Bolsonaro precisa para tentar melar o processo eleitoral e justificar um golpe diante da iminente derrota. Diante dessa suspeita, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), entrou com uma ação no STF, alegando que a visita de Bolsonaro ao país euro-asiático possa representar um risco às eleições presidenciais deste ano. O pedido foi protocolado no mesmo inquérito que apura a realização de atos com pautas antidemocráticas no país. Randolfe também quer que a atuação do assessor presidencial Tércio Arnaud, integrante do chamado “gabinete do ódio” do Palácio do Planalto, seja investigada. Atendendo ao senador, o ministro do STF, Alexandre de Moraes , enviou o pedido à Procurador

Marta Suplicy se reaproxima de Lula para reforçar a campanha do presidenciável em 2022

Imagem
Marta Suplicy volta para os braços de Lula após um longo período de rompimento com o PT. Afastada da legenda, Marta chegou a se filiar no MDB de Michel Temer e, votou a favor do impeachment de Dilma em 2020. No entanto, a ex-prefeita de São Paulo nunca criticou o ex-presidente Lula, sendo solidária quando ele estava preso. Marte deve reforçar a campanha de Lula para presidente em 2022. Em seu Twitter, ela posta uma foto abraçada com Lula e escreve: “Momento de despedida da reunião com mulheres e Lula: 18/2/22” . A reunião que sela a reaproximação de Marta com o PT, aconteceu neste final de semana em um jantar na casa de Haddad e contou com as presenças de: Ana Estela, esposa do ex-prefeito, o empresário Márcio Toledo, marido de Marta, Rosangela da Silva (Janja), noiva de Lula, e do advogado Marco Aurélio de Carvalho entre outros.

A oposição suspeita da ida de Carluxo à Rússia sendo ele o suposto chefe do 'Gabinete do Ódio'

Imagem
Na Rússia estão os maiores especialistas em guerra digital suja, nas eleições. Isso é tudo que Bolsonaro precisa para tentar melar o processo eleitoral e justificar um golpe. A oposição suspeita da ida de Carlos Bolsonaro à Rússia em companhia do pai. O vereador não exerce nenhuma atividade no campo diplomático, mesmo assim, atua como um “representante” do Planalto. Apontado como suposto chefe do Gabinete do Ódio, Carluxo faz ataques sistemáticos a adversários políticos e ao sistema eleitoral brasileiro. O vereador carioca é suspeito de manter conversas com hackers especializados em disseminação de notícias falsas especialmente sobre as urnas eletrônicas. Os ataques sistemáticos às autoridades e ao sistema eleitoral, é uma clara demostração de desespero e certeza da iminente derrota nas urnas. Carlos Bolsonaro teve sua agenda preparada por ninguém menos que Tercio Arnaud, assessor especial da presidência e integrante do famigerado Gabinete do Ódio. Carluxo é o responsável pela

O país governado por uma seita de fanáticos capazes de tudo para se manter no poder

Imagem
Quando digo que estamos sendo governados por uma seita de fanáticos, tem gente que torce o bico. É inimaginável, um demente que quis fechar o Congresso, Supremo e ataca a imprensa, dizer que: “Estamos numa ditadura e nos próximos dias acontecerá algo que nos libertará”. O santo gado diz amém e dar glória a Deus! Será que o mequetrefe renunciará ou cometerá suicídio para não ter que encarará uma derrota esmagadora? O que será que essa mente doentia está planejando?

Por que o nazifascismo é o fetiche da direita e extrema-direita no Brasil?

Imagem
Após a repercussão das suas malditas palavras no Flow Podcast, que a Alemanha errou ao criminalizar o nazismo, Kim Kataguiri tentou se justificar nas suas redes sociais, dizendo que não defende apologia do nazismo, mas apenas é contra a criminalização. Entretanto, o membro do MBL que ajudou a eleger o então presidente da República, é a favor da criminalização dos movimentos que lutam por justiça social, como: MST E MTST. O mesmo parlamentar vive fazendo comparações entre nazismo e comunismo para atingir a esquerda, colocando-os no mesmo patamar de igualdade, o que é comum entre militantes de extrema-direita. Basta verificar o manifesto de cada ideologia e verá uma diferença abissal. Por outro lado, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), acionou o Conselho de Ética da Câmara contra o seu ex-colega. A verdadeira motivação do Dudu é atingir Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça e hoje, adversário do seu pai. O próprio Eduardo Bolsonaro já foi alvo do Conselho de Ética por dizer que um

Sérgio Moro e o silêncio sobre a manifestação pro nazismo do seu correligionário

Imagem
Não é novidade que a seita bolsonarista é fundamentada no nazifascismo, com o mesmo modus operandi de iludir as massas. Isso ficou evidente logo no início do governo Bolsonaro. Em ano eleitoral as paixões que foram reprimidas vêm a tona com toda força! No desespero para atacar a esquerda, associando-a as ditaduras comunistas, a direita e extrema-direita chegam ao cúmulo de louvar o nazismo abertamente, como se fosse superior ao comunismo. Foi o que aconteceu com o Monark e kim kataguiri, no Flow Podcast. Diante da repercussão do caso envolvendo o nazismo, a direção do programa anunciou a demissão do apresentador por causa das falas em que ele defende a existência de um partido nazista no Brasil. No entanto, o que mais chamou a atenção foi o silêncio do Sérgio Moro, pre-candidato a presidência, sobre a opinião do seu correligionário .

Fim das especulações com Alckmin vice de Lula na disputa em 2022

Imagem
Em entrevista concedida nesta quarta-feira, 26, a CBN, Lula deixou claro que o ex-governador de São Paulo será o candidato a vice na sua chapa para a Presidência da República. No mesmo dia, após a entrevista, Geraldo Alckmim deu as caras no Twitter : “ Acharam que eu ia ficar de fora, né? Mas eu também entrei na brincadeira! Cara com lágrimas de alegria ” Não foi por acaso que a emissora escolhida para a entrevista do  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  está sediada no Vale do Paraíba, reduto eleitoral de Alckmin. Além do favoritismo nas intenções de votos, Lula conta com a experiência de muitos anos de estrada, e como diria um matuto, “ele sabe onde as cobras dormem” e sabe muito bem lidar com elas. Ele não precisa sair as ruas, o seu legado fala mais alto, seus movimentos são estrategicamente calculados, para desespero dos adversários. A escolha de Alckmin como vice, foi um golpe de mestre nos que sustentam a narrativa de “polarização”. O ex-governador de São Paulo já atua

Alckmin publica sobre os rumos da política e usa hastag 'GeraldoTáON' em referência ao jargão de Lula

Imagem
Após 33 anos no partido que ajudou fundar, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin se desfiliou do PSDB nesta quarta-feira (15/10), para se filiar ao PSB. Alckmin fez uma 👉  publicação no Twitter dando sinais (#GeraldoTáON) que já está fechado para ser vice-presidente na chapa do ex-presidente Lula. Ontém, 15, a jornalista Mônica Bergamo, 👉  publicou que um Jantar reunirá Lula e Alckmin com fila de espera de 300 pessoas; 40 jornalistas de TV, jornais e revistas foram credenciados. A aliança de Lula e Alckmin é estratégica para a governabilidade do futuro presidente, além de pacificar a política Nacional.

Flávio Dino defende chapa Lula/Alckmin e diz que não se faz sanduíche de pão com pão

Imagem
Enquanto não se chaga a um denominador comum, uma chapa Lula/Allckin é o tema que ganhou força e espaço na mídia. Lula e Alckmin estão tirando proveito da audiência que a ventilação dos seus nomes está dando. No entanto, uma parte da militância petista ainda não digeriu o trauma decorrido do golpe contra Dilma Rousseff, em 2016. A traição de Michel Temer (MDB), então vice-presidente, continua assustando os mais desconfiados com a direita. Contudo, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), afirmou em entrevista à Carta Capital que é real a possibilidade de o ex-governador paulista Geraldo Alckmin ingressar em seu partido (PSB) e ser o candidato a vice na chapa encabeçada pelo ex-presidente Lula nas eleições de 2022. Dino classificou Alckmin como político “de centro” e defendeu as exigências do PSB em relação às candidaturas estaduais. Seria necessário acomodar dos interesses do PSB, PT e PSOL na disputa à candidatura do governo de São Paulo. “O peso do PSB é muito alto. Então,

Alckmin diz a amigos que vai ser vice de Lula e prepara discurso

Imagem
Que havia conversas nos bastidores entre Lula e Alckmin para a possível composição para uma chapa majoritária, todos sabíamos. De acordo com o site DCM, amigos do que o ex-governador de São Paulo ficou empolgado com o crescimento do ex-presidente e já prepara um discurso para anunciar o ano que vem, que será o vice de Lula. As informações dos bastidores é que será um discurso forte e contundente em defesa da democracia ameaçada por Bolsonaro e a extrema-direita. Continue lendo em DCM  

A tendência é que os fanáticos permaneçam com o mito e a elite migre para o 'justiceiro'

Imagem
A desaprovação de Bolsonaro é o menor desde o início do seu mandato. 65% dos entrevistados afirmaram ter uma imagem negativa do mandatário da nação e apenas 19% classificam a administração como ótima ou boa, segundo nova pesquisa Atlas , divulgada nesta segunda-feira (29). Essa queda brusca de popularidade se deve a entrada do seu ex-ministro da Justiça na disputa eleitoral. Atualmente, o ex-juiz já é a maior ameaça ao ninho bolsonarista, que teme ficar fora do segundo turno. O "gabinete do ódio” já está na linha de frente contra Moro, que conta com a grande mídia para atacar o ex-presidente Lula. O ex-juiz de Curitiba acolherá os desiludidos com o mito, incapaz impor a sonhada ditadura para perseguir a esquerda. Portanto, trocam o ditador pelo justiceiro na esperança que ele faça o que presidente não conseguiu concretizar, perseguir a esquerda,  como fez quando estava à frente da Lava Jato .  Aliás, o ex-ministro já foi uma espécie de “Super Man” pela elite. Dessa vez será o

Suplente de Flávio abandona o barco bolsonarismo e pula para o lavajatismo de Moro

Imagem
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública no governo Bolsonaro, Sérgio Moro, acolherá os náufragos do Titanic bolsonarista a deriva. Aliás, o ex-juiz de Curitiba já foi uma espécie de “Super Man” dessa turma. Dessa vez será o porto onde os botes salva-vidas aportarão. Segundo o colunista Guilherme Amado, Leonardo Rodrigues (Patriota-RJ), estará se filiando ao Podemos para se candidatar a deputado federal em 2022. Rodrigues, é o segundo suplente do Senado Federal, ao lado do senador eleito Flávio Bolsonaro. O ex-bolsonarista já foi acusado de receber propina , quando era secretário estadual de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro no governo de Wilson Witzel. Atualmente, o ex-juiz já é a maior ameaça ao ninho bolsonarista, que teme ficar fora do segundo turno com a candidatura do ex-ministro. As reações já começaram com ataques como: comunista !

Lula mantém liderança enquanto Bolsonaro perde votos para Moro; Ciro encolhe e desaparece das redes

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), candidato a reeleição, continua com os piores índices de aprovação e Moro nos seus calcanhares ganhando os votos de bolsonaristas arrependidos. Enquanto isso, Ciro Gomes encolhe e deixa de ser comentado nas redes sociais. Ciro já teve dias melhores quando estava sendo cotado como um possível vice de Lula. Uma indicação que teve o apoio de todo a esquerda, que considerava uma chapa imbatível.  Contudo, ele nunca foi de esquerda e decidiu adotar a tática da direita, contra Lula. Arrogante e eloquente no discurso, Ciro Gomes confiou na lábia ao concentrar seus ataques no favorito nas intenções de votos. Cometeu o erro de relacionar Lula à Prevent Senior, foco da investigação da CPI da Covid naquele período.  Essa agressão revoltou a esquerda, dividiu o PDT e causou a reação da  presidente do PT,  Gleisi gleisi Hoffmann, que disse: “Que fim de carreira’'.  Essa fake news contra Lula deixou o candidato a presidente pelo PDT ainda mais isolado e

Postagens mais visitadas deste blog

Armas e ditadura | a classe dominante não quer "espírito santo" nem democracia

Atenção | Senador e candidato à presidência, Alexandro Vieira deixa o Cidadania

Deputado bolsonarista se esconde na Câmara para não usar tornozeleira eletrônica