Eleições 2022 | Moraes afirma que candidato que propagar fake news perderá registro

Nada será como 2018, quando um houve verdadeiro tsunami das mais grosseiras fake news espalhadas nas redes sociais. Alexandre de Moraes, que assumirá a presidência do TSE em agosto com mandato até junho de 2024, fez a seguinte declaração:

Notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou”, disse. “A Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais.”

O discurso feito nesta terça-feira (31), em evento voltado para diplomatas estrangeiros interessados em acompanhar as eleições deste ano no Brasil. O ministro citou a decisão do TSE sobre o caso de um deputado federal que foi cassado no ano passado por ter proliferado informações falsas que colocava em xeque o processo eleitoral no dia da eleição.

O Ministro da Suprema Corte, Edson Fachin, afirmou que a comunidade internacional deve estar “alerta” às “acusações levianas” contra o sistema eleitoral brasileiro. As falas de Alexandre Moraes, em um evento fechado, foram divulgadas pelo TSE.

Postagens mais visitadas deste blog

Feitiço contra o feiticeiro | Deltan é condenado a indenizar Lula por caso do PowerPoint

Armas e ditadura | a classe dominante não quer "espírito santo" nem democracia

O mal travestido de religiosidade e o projeto de poder das mentes doentias do país