Feitiço contra o feiticeiro | Deltan é condenado a indenizar Lula por caso do PowerPoint

O ex-procurador da República, Deltan Dallagnol, terá que pagar indenização de R$ 75 mil por danos morais ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ataques à honra durante a entrevista do PowerPoint. Os ministros concluíram que as expressões: “o grande general” e "propinocracia", usadas por Deltan, teve o objetivo de ferir a imagem do ex-presidente, já essas expressões pejorativas não constavam na denúncia contra Lula.

A defesa de Lula afirmou que a entrevista coletiva de Deltan em setembro de 2016, “se transformou em um deprimente espetáculo de ataque à honra à imagem e à reputação” do ex-presidente. Foi pedido R$ 1 milhão em reparação por danos morais, mas após discussão, os magistrados fixaram a indenização em R$ 75 mil. Corrigido desde o mês em que a entrevista foi concedida, o valor final será superior a R$ 100 mil.

Postagens mais visitadas deste blog

Edson Fachin e Joaquim Barbosa alertam para a tentativa de golpe após os resultados das urnas

Eleições 2022 | Moraes afirma que candidato que propagar fake news perderá registro

Os irmãos negros 'albinos' que foram sequestrados pelo circo e anunciados como 'marcianos'