Por que o nazifascismo é o fetiche da direita e extrema-direita no Brasil?

Após a repercussão das suas malditas palavras no Flow Podcast, que a Alemanha errou ao criminalizar o nazismo, Kim Kataguiri tentou se justificar nas suas redes sociais, dizendo que não defende apologia do nazismo, mas apenas é contra a criminalização. Entretanto, o membro do MBL que ajudou a eleger o então presidente da República, é a favor da criminalização dos movimentos que lutam por justiça social, como: MST E MTST.

O mesmo parlamentar vive fazendo comparações entre nazismo e comunismo para atingir a esquerda, colocando-os no mesmo patamar de igualdade, o que é comum entre militantes de extrema-direita. Basta verificar o manifesto de cada ideologia e verá uma diferença abissal. Por outro lado, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), acionou o Conselho de Ética da Câmara contra o seu ex-colega.

A verdadeira motivação do Dudu é atingir Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça e hoje, adversário do seu pai. O próprio Eduardo Bolsonaro já foi alvo do Conselho de Ética por dizer que uma das respostas para evitar a radicalização da esquerda seria a instituição de um novo AI-5. Não há como negar, o fetiche da direita e extrema-direita por regimes nazifascistas.

Postagens mais visitadas deste blog

Edson Fachin e Joaquim Barbosa alertam para a tentativa de golpe após os resultados das urnas

Eleições 2022 | Moraes afirma que candidato que propagar fake news perderá registro

Os irmãos negros 'albinos' que foram sequestrados pelo circo e anunciados como 'marcianos'