Bolsonaristas das redes sociais parte com fúria para cima do candidato da Globo

As eleições de 2022 será marcada por uma verdadeira guerra das milícias digitais entre Jair Bolsonaro e seu Rival, Sérgio Moro. Ambos possuem um grande “exercito” nas redes, prontos para os embates que seguirão até o próximo ano. A internet estará poluída de lixo eletrônico até lá.

As milícias digitais de Bolsonaro já partiram para o ataque. Segundo o site DCM, os bolsonaristas foram responsáveis pela maioria dos comentários sobre a filiação de Sérgio Moro ao Podemos. 49% das menções ao assunto no Twitter partiram de simpatizantes do presidente. 28% delas foram de apoiadores do ex-juiz.

O ex-juiz conta com ativistas lavajatistas que lideram grupos de quase 3 milhões de seguidores nas redes sociais que participaram ativamente nos protestos pro Lava Jato e em apoio a Bolsonaro em 2018. Essa briga entre “criador e criatura”, beneficia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pode vencer em primeiro turno, com folga.

Postagens mais visitadas deste blog

Senador petista não segue o partido, vota a favor de Bolsonaro e revolta a esquerda

A tendência é que os fanáticos permaneçam com o mito e a elite migre para o 'justiceiro'

Suplente de Flávio abandona o barco bolsonarismo e pula para o lavajatismo de Moro