O ameaçador Zé Trovão já se entregou só falta o blogueiro da milícia digital

  

Fim de linha para o barulhento Zé Trovão, após ter passado quase dois meses foragido no México. O bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes cognominado “Zé Trovão”, retornou ao Brasil para se entregar à Polícia Federal, nesta terça-feira em Joinville (SC).

O suposto Líder caminhoneiro foi alvo de decreto de prisão do ministro do STF Alexandre de Moraes, mas, apesar da ordem de prisão, seu nome ainda não havia sido incluído na lista de difusão vermelha da Interpol, por isso as autoridades mexicanas não chegaram a prende-lo.

Zé Trovão teve todos os pedidos de habeas corpus negado pelo Supremo, para não ser preso. Sem saída foi aconselhado por seus advogados a se entregar. A defesa tentará converter a prisão preventiva em medidas cautelares em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

Aos poucos, o cerco vai se fechando para o clã Bolsonaro. Allan dos Santos será o próximo a ir para o xilidró, para o desespero de Carluxo, que pode ser delatado pelo blogueiro. A milícia digital perde força nas redes e busca novas alternativas no Telegram, aplicativo russo.

Postagens mais visitadas deste blog

Senador petista não segue o partido, vota a favor de Bolsonaro e revolta a esquerda

A tendência é que os fanáticos permaneçam com o mito e a elite migre para o 'justiceiro'

Suplente de Flávio abandona o barco bolsonarismo e pula para o lavajatismo de Moro