Os "patriotas de Bolsonaro são alvos da Polícia Federal


O apoio dos milionários, o Centrão será o próximo a abandonar o “Titanic”. O terreno está favorável aos partidos de oposição que tentam se livrar desse governo. Resta união para formação de uma frente ampla.

Objetivo da operação de buscas é apurar os atos contra as Instituições democráticas, bem como contra os membros dos Poderes”. ​ O deputado bolsonarista, Oton de Paula, que age como um verdadeiro “cão de guarda”, quando se trata de defender Bolsonaro, já foi denunciado em 2000 por ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes.

O polêmico pastor publicou vários vídeos em suas redes sociais em que chamava o ministro de canalha, tirano, lixo e esgoto do STF. "Não vou recuar um milímetro", diz Otoni, após buscas.

Alvo de um inquérito na Polícia Federal por “organizar um golpe de estado”, o homem do berrante, Sérgio Reis, deve à União, R$ 640mil em multas e impostos. O cantor recebeu R$ 400 mil em verba pública de entidades do Sistema S. Os pagamentos foram feitos pelo Serviço Social do Transporte (Sest) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat).

O cantor e ex-deputado, falou em um áudio, que havia comunicado ao presidente da república e as Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), que iria “tirar essa raça de lá,” se referindo ao Supremo, eleito pelos “patriotas, como o novo inimigo da pátria. O tiro saiu pela culatra e os caçadores viraram as caças.

Postagens mais visitadas deste blog

Senador petista não segue o partido, vota a favor de Bolsonaro e revolta a esquerda

A tendência é que os fanáticos permaneçam com o mito e a elite migre para o 'justiceiro'

Suplente de Flávio abandona o barco bolsonarismo e pula para o lavajatismo de Moro