Postagens

Um dos principais apoiadores da candidatura de Bolsonaro em 2018 declara apoia a Lula

Imagem
“Quem conhece o Bolsonaro como eu conheço, vota no Lula. Eu vim pagar uma penitência de 2018, disse o empresário que abriu as portas da sua casa em 2018 para montar o QG da campanha de Jair Bolsonaro à Presidência. Segundo ele, sua esposa costuma dizer que ele precisaria subir a escadaria da Penha 50 vezes para pagar essa penitência, afirmou Marinho. “Então, como eu não tenho essa disposição toda, achei que agora não é momento de ficar de voto nulo, voto em branco. Enfim, você precisa ter lado”. Marinho era amigo de Gustavo Bebianno, que presidiu o PSL, e foi ministro de Bolsonaro no início do mandato. Ao Radar , disse: Bebianno ‘com certeza’ apoiaria Lula contra Bolsonaro. Amigo próximo da família do presidente, o empresário carioca foi eleito primeiro suplente do senador Flávio Bolsonaro.

O padre fake é um personagem criado pelo submundo bolsonarista para propagar o ódio com máscara religiosa

Imagem
Candidato à presidente nas eleições 2022, autoproclamado sacerdote, ‘padre’ Kelmon (PTB), natural de Acajutiba, na Bahia, é mais um produto genérico do supermercado da fé, criado pelo bolsonarismo para combater a esquerda. Kelmon Luis de Souza, chamou a atenção por se revelar um autêntico cabo eleitoral de Bolsonaro, no debate da TV Globo, dia 29.  Não é para menos, pois é uma cria de Roberto Jefferson, para substituí-lo na disputa eleitoral, já que foi barrado pela Justiça Eleitoral. O plano foi arquitetado para fazer “dobradinha” com o candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PT) e favorecê-lo na corrida pela reeleição. Chamado de candidato laranja, por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Soraya Thronicke (União Brasil), Kelmon, não é nem nunca foi membro leigo ou clérigo de nenhuma das Igrejas Ortodoxas.  Um documento assinado pelo arcebispo e núncio apostólico Dom Tito Paulo Hanna, deixa claro. “Não possuímos qualquer relação ou comprometimento com o mesmo [o candidato] ou mesmo com qua

Brizola já havia aconselhado Ciro Gomes a desistir em favor da candidatura de Lula em 2002

Imagem
Guga Noblat fez uma postagem em seu perfil no Twitter, com a seguinte fase: “E no dia 28 de setembro de 2002… Relembrar é viver”. O post do humorista está em consonância com o atual dilema que o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, vem enfrentando nesses últimos dias que antecedem as eleições, com campanha do voto útil em Lula.  Se estivesse vivo, Brizola apoiaria o atual candidato da chapa majoritário do seu partido? Em 1993 , Ciro Gomes havia dito: 'Brizola é o supra-sumo do atraso'. À época, a frase foi estampada como manchete de O Globo. Com Lula disputando as eleições em 2002, o presidente do PDT era a favor de uma aliança com o petista já no primeiro turno. Diante daquele cenário, apelo o foi feito para que Ciro desistisse em favor da candidatura de Lula; claro que a sua reação foi irada. A história se repete e Ciro Gomes sai menor que entrou, no pleito de 2022.

Ministros de Bolsonaro já admitem possibilidade de derrota e mandam recados a Lula

Imagem
A informação é da colunista Mônica Bergamo, do Portal Uol. Segundo ela, o ar de pessimismo e a possibilidade de derrota povoa a mente de alguns ministros de Bolsonaro (PL), que já mandam recados à Lula (PT) por meio de empresários. Esses políticos, com suas bases eleitorais no Nordeste, dizem que nada têm nada contra ele, muito pelo contrário.  Apesar de continuarem apoiando Bolsonaro e criticando Lula, duramente, em público, enviam sinais de que não pretendem fazer uma oposição acirrada ao ex-presidente, caso ele se eleja presidente em outubro. As chances reais de vitória em primeiro turno, conforme as últimas pesquisas, forçarão muitos correrem para os braços do petista  antes do dia 2 de outubro.

Sem largar a mão de Lula, Marília Arraes deixa seus adversários atrás nas pesquisas

Imagem
A deputada federal Marília Arraes (Solidariedade), deixou o PT por divergências internas, mas não largou a mão do ex-presidente em nenhum momento. Lula tem beneficiado seus aliados com seu favoritismo em todos os cenários. Marília ampliando a vantagem sobre os adversários na corrida ao governo de Pernambuco, alcançando 30% das intenções, segundo levantamento realizado entre os dias 4 e 8 de julho pelo instituto Paraná Pesquisas e divulgado nesta segunda-feira, 11. Na sequência, aparece a ex-prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB), com 15,6%; seguido do ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira (PL), apoiado por Bolsonaro (PL), em terceiro lugar com 13,0%. Levantamento feito com 1.510 eleitores de 59 municípios e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº º PE-01527/2022.

Edson Fachin e Joaquim Barbosa alertam para a tentativa de golpe após os resultados das urnas

Imagem
O Brasil pode registrar um episódio mais grave que a invasão no Capitólio nos Estados Unidos que resultou em cinco mortes no início de 2021. Disse Edson Fachin, presidente do TSE, durante uma palestra em Washington. Quem andava sumido e reapareceu no Twitter para alertar sobre o risco de golpe militar, foi Joaquim Barbosa, que reagiu a afirmação do general Paulo Sergio Nogueira: “ Ora, general, as Forças Armadas devem permanecer quietinhas em seu canto, pois não há espaço para elas na direção do processo eleitoral brasileiro. Ponto.” O projeto de governo de Bolsonaro sempre foi permanecer no poder a qualquer custo. Deixou isso evidente desde o início do seu mandato, ao aparelhar a máquina pública com militares leais. Desde então, vem atacando a instituições guardiãs da Constituição e promovendo atos antidemocrático. A escolha de um general que defende a comemoração do golpe de 64 como seu vice e os ataque coordenados e sistemáticos às urnas eletrônicas, deixou o Tribunal Super

Eleições 2022 | Moraes afirma que candidato que propagar fake news perderá registro

Imagem
Nada será como 2018, quando um houve verdadeiro tsunami das mais grosseiras fake news espalhadas nas redes sociais. Alexandre de Moraes, que assumirá a presidência do TSE em agosto com mandato até junho de 2024, fez a seguinte declaração: “ Notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou”, disse. “A Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais.” O discurso feito nesta terça-feira (31), em evento voltado para diplomatas estrangeiros interessados em acompanhar as eleições deste ano no Brasil. O ministro citou a decisão do TSE sobre o caso de um deputado federal que foi cassado no ano passado por ter proliferado informações falsas que colocava em xeque o processo eleitoral no dia da eleição. O Ministro da Suprema Corte, Edson Fachin, afirmou que a comunidade internacional deve estar “alerta” às “acusações levianas” contra o sistema eleitoral brasileiro. As falas de Alexand

Postagens mais visitadas deste blog

Atenção | Senador e candidato à presidência, Alexandro Vieira deixa o Cidadania

Cai o ministro que autorizou uso de sua imagem em exemplares da Bíblia e recebeu pastores lobistas

A viagem de Lula pelo nordeste rachou a base de Bolsonaro na região.